H@ vida depois dos 60

…com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas…

arqueiro

afrouxa o arco após a flecha disparada
e assiste indiferente o seu trajeto
quer fira um peito e cause a morte
ou crave o ponto negro demarcado
não passa de matéria imune a sentimentos
mas quanto ao arqueiro que o retesa
mira e desfere o tiro calculado
verte suor algoz e acelera o pulso
quer ganhe, perca, ou simplesmente mate
depois pendura o arco e sua aljava
celebra o fausto ou cala o fracasso
indiferente feito a arma pendurada
somente o alvo perfurado
ou sua vítima tombada…

pensado por Tarciso Comente   

Comente

Favor preencher seus dados e comentar abaixo.
Nome
Email
endereço de seu blog
seu comentário