H@ vida depois dos 60

…com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas…

O que é bom, de verdade.

Palavras quase sempre são pronunciadas ao desejo de concretizar o abstrato ou de abstrair o concreto. As palavras que merecem ser ouvidas realmente fazem isso. As outras soam como ruídos inexpressivos e não se deve perder tempo em decifrá-las. Quando amamos escolhemos as palavras para acariciar a pessoa amada, quando odiamos desferimos as palavras feito setas tentando cravá-las no peito da pessoa alvo de nossa agressividade. Tais palavras assim desferidas geralmente ricocheteiam e voltam virulentas causando em nós mesmos as piores feridas. Não vale a pena o sentimento que as gera, não valem a pena palavras desta forma desferidas. Um bom conselho é cuidar-se, curar-se das feridas e esquecer, sem ódio, as pessoas que procuram transtornar a nossa vida… Só amar, verdadeiramente, vale a pena.

pensado por Tarciso (1) Comentário   

um comentário para “O que é bom, de verdade.”

  1. Anonymous disse:

    Nossa essa primeira frase me cativou, imagina o texto todo! Maravilhoso. Você é uma pessoa iluminada por Deus, por nos trazer tantas coisas boas.
    Abraços

Comente

Favor preencher seus dados e comentar abaixo.
Nome
Email
endereço de seu blog
seu comentário