H@ vida depois dos 60

…com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas…

caminho

os ciclos me reciclam
e enquanto o tempo envelhece
surgem tenras personagens
a preencher de vida
o horizonte da gente
reduzo expectativas
baixo a guarda
e o medo da ferida
esqueço o desempenho
e já não proponho
não amparo pretensões
não me abalam presunções
apenas navego os sentidos
descobri que assim me refugio
das tempestades
e me abrigo
nas calmarias que há em mim
improviso palavras
embalo pensamentos
e não faço juramentos
apenas sutil caminho
ensaiando distraído
cada passo em meu lugar…

pensado por Tarciso (2) Comentários    

Feliz 2010!

Olhando a juventude à minha volta constato que, de fato, pertenço a outra geração, mas gosto dos escritos de todas – especialmente das mais recentes porque o hábito da escrita cursiva vai se rareando e sendo substituída por códigos indecifráveis para os mais antigos… De toda forma viver é um aprendizado e os nossos sofreres geralmente são maiores quando nos deslocamos de nós mesmos numa tentativa frustrada de habitar outras pessoas. Ser centrado não é o mesmo que ser egocêntrico, mas é habitar-se integralmente e ser orbitado por outras naves com afinidades que justifiquem a proximidade. Com o tempo aprendemos a nos afastar dos inúteis, dos párias egoístas e dos sanguessugas interesseiros. Aprendemos ainda a valorizar os detalhes e as pequenas coisas que podem ser somadas no dia a dia e se tornam essenciais na vida. É belo ver a flor que desabrocha e o sol que em sua dança rotineira cruza os céus iluminando a vida e quando ele se esconde – que beleza – surge a lua inocente e benvinda…
A todos os transeuntes virtuais que orbitarem por aqui desejo um Feliz 2010!!!

pensado por Tarciso (1) Comentário    

escuridão

em meio à noite escura
um breu que assusta
e o rugido que ecoa
bem rente à proa
do barco à deriva
sem nada vivo
a morte assombra
na lagoa
o casco toca o barro
e tudo pára
só o silêncio faz barulho
coração em disparada
vento que açoita a mata
e o choro sem dono
do rio em cascata
o tempo é de calor
mas tudo fica frio…

pensado por Tarciso comente    

tatos agrestes

unhas pontiagudas surfam minhas costelas despidas
em movimento agressivo com roupagens de ternura
meus gemidos camuflados não ecoam
e os teus sussurros voam na escuridão noturna
ah como buscamos os sentidos
nos quais sempre escondemos
aquele sexto escondido
na penumbra
de um pensamento natimorto
fruto de um momento doentio
que imóvel jaz
no meu sepulcro
antes daquela hora
a derradeira
coroada pelo último suspiro
e enquanto ainda respiro
arfante
aos sonhos indecentes reprimidos
e voltamos aos sentidos
que buscamos
tateando
inutilmente
pela morte pela vida
dessa gente esculpida
nos espelhos, nas areias e nas veias
nestes delírios sem fim…

PS. estes garatujos foram originalmente publicados em minha página do luso-poemas

pensado por Tarciso comente    

pensamentos autônomos

Deveria existir uma lente especial para revelar as virtudes das pessoas à nossa volta. Os defeitos são sempre muito evidentes aos nossos olhares críticos – mas mesmo a pessoa que consideramos mais chata terá lá seus pontos positivos. O problema humano é se encher de preconceitos e carimbar aqueles com os quais não se simpatiza com o carimbo de antipático, excluído, carta fora do baralho. Em compensação, endeusamos algumas pessoas que nem sempre merecem tanto devotamento. E assim a vida vai seguindo, mais um ano terminando e um outro que vai surgir em poucos dias. Antes disso o Natal que virou pretexto para um consumismo hedonista e vazio. Luzes piscantes, propagandas, mesas fartas e substituições muitas vezes desnecessárias – o carro tem que ser novo, o celular precisa ser trocado, a câmera antiga já não presta, a própria família é às vezes colocada para escanteio. Quando aprenderemos o valor das pequenas coisas, dos gestos discretos de afeto, da companhia quotidiana dos nossos familiares e entes queridos?! Porque somos quase sempre eternamente insatisfeitos?! Precisamos envelhecer para aprender as realidades mais evidentes e mais simples que realmente fazem a vida valer a pena?! Sofremos tanto por querermos objetivos inatingíveis e geralmente desprovidos de valor real. Melhor se contentar em “ter” menos e procurar “ser” mais! Bem, é só uma espécie de acerto de contas com minhas idéias já que o final de ano é um tempo propício para balanços!!!
Pra quem percorreu estas linhas e chegou até aqui eu quero aproveitar a oportunidade para antecipar meus votos de um FELIZ NATAL!!!

pensado por Tarciso (2) Comentários    

teias de aranha

Antes que comece a juntar teias de aranha virtual aqui neste espaço vou rabiscar alguma coisa em instância de monólogo. O ano acadêmico terminou e quase levou os últimos fios de cabelo que minha cabeça ostentava. Foi o ano mais estressante dos 4 até aqui cursados. Um monte de trabalhos, leitura de livros, estágio obrigatório e a monografia ainda inconclusa. No próximo ano termino, se Deus quiser. Ufa…

pensado por Tarciso comente    

frutos do tempo

de forma mecânica
o relógio faz a mediação
e marca todos os momentos
quando sobrevém a dor
tudo passa muito devagar
mas quando se instaura
a excitação da alegria
em cada nova descoberta
as horas voam sem cessar…
de onde se vislumbra o Pão-de-açúcar
o Corcovado e o Cristo Redentor
onde o sol aquece no inverno
e torra no verão
de lá, do inesperado
irrompe um motivo jovial
que plenifica os meus os dias
no resgate da pureza de menino
que ilumina o seu e o meu destino
na luz de um sorriso sem igual…

pensado por Tarciso (3) Comentários    

brevidades

Às vezes é preciso respirar fundo
para voltar à rotina…
pois a retina fixa um ponto no passado
quando ainda havia todo um colorido
e o folguedo das crianças no bailado
a ensaiar os seus primeiros passos
e se podia pedir colo ao fim do dia
e mergulhar nos sonhos
sem perceber
que a vida passa
que é tudo muito breve
e que depois de um tempo
as cores ficam tão esmaecidas…

pensado por Tarciso (2) Comentários    

+ Paulo Cesar

Sob o impacto da notícia e já me visita a saudade. Partiu o meu irmão de sangue. Eu tinha expectativas boas da gente reconstruir nossa fraternidade depois de tantas idas-e-vindas nessa vida de meu Deus. Não deu tempo e ele se foi antes da hora, ao menos, era o que todos achávamos. Ele estava com planos, nova casa, novas expectativas, nova perspectiva. Mas as coisas não ocorreram como esperávamos e ele partiu. Deus o tenha e nos dê forças e conforto para superar a sua perda que é tão significativa para nós, seus familiares e amigos.
Vá com Deus, meu irmão!

pensado por Tarciso (1) Comentário    

expectativa frustrada

a alegria bateu à porta
e eu abri
escancarei do meu lugar
o que fazer
se simplesmente
ela não quis entrar?!

pensado por Tarciso (1) Comentário