H@ vida depois dos 60

…com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas…

primeiro e último

.
no primeiro dia
nada negado
e eu não sabia
fui enganado
a generosidade fria
de alguns trocados
que eu não pedia
dos teus guardados…
no último dia
nada ofertado
e eu queria
ter enganado
misturar minha frieza
com teu calor gelado
a derreter certezas
acumuladas…

pensado por Tarciso (1) Comentário    

coisa pública & privada


As enxurradas tem levado muitas coisas rio abaixo. Sempre acontece isso entre dezembro e janeiro. Além do óbvio sofrimento das vítimas diretas – com muitas mortes e perdas materiais, observa-se que os ciclos da natureza não são compreendidos, respeitados e assimilados pelo ser humano. Uns se instalam em áreas alagadiças por falta de opções somada à ignorância, outros – os que gerem a coisa pública – assistem passivos à inclemência das intempéries e ainda aparecem como pretenso salvadores da pátria frente às câmeras em momentos de calamidades para em seguida placidamente repousarem em seus leitos sempre limpos e bem cheirosos. Planejamento, urbanização, realocação de moradias para os que vivem em áreas de risco – disso não se fala e muito menos se faz. E não se diga que nada há para fazer… há sim, e muito. E o que se pode fazer nem demanda um rio de recursos – mesmo com pouca verba mas com muita vontade política se pode realizar muitas mudanças estruturais nas cidades, especialmente naquelas intensamente povoadas onde é fácil instalar-se o caos e onde, invariavelmente, se instalam as más gestões sucessivas que simplesmente costuram obras de caráter cosmético onde as soluções reclamam medidas estruturais… e na hora do voto o que fazemos?! Botamos lá de novo estes mesmos incompetentes de sempre com a coisa pública mas que sempre se revelam surpreendemente capazes com a privada…

pensado por Tarciso (1) Comentário    

colação de grau

Hoje é o dia em que devo colar grau como bacharelando em teologia pela Faculdade Nossa Senhora da Assunção.
A cerimônia da colação será precedida de uma missa em ação de graças pela conquista dos alunos com o apoio dos familiares e seu círculo de amigos.
Concluído este capítulo – e para não perder o pique e o ânimo – quero começar um nova aventura acadêmica na maturidade. A partir de fevereiro de 2011 estarei novamente frequentando a academia (PUC-SP), agora em nível de mestrado, na área de Sistemática, mais especificamente em História da Igreja Contemporânea. Pretendo pesquisar e dissertar sobre o Pontificado de Pio XII e as questões candentes de seu posicionamento frente à Shoah (termo preferido a Holocausto, neste contexto).
Volto a escrever sobre isto quando as pedras já estiverem rolando nessa direção…

pensado por Tarciso (2) Comentários    

clima de natal

O clima de dezembro tem nuances, uma do próprio tempo climático – por assim dizer, e outra relativa a uma espécie de sentimento nostálgico de um lado e afetivamente aconchegante, de outro. Mas tem horas que dá raiva do movimento consumista que rola na mídia e no comércio de rua ou mesmo online. Tanta propaganda enganosa prometendo o céu na terra em formato de bens duráveis ou etéreos. Ignoro completamente esse movimento e com isso algumas pessoas até se ressentem comigo imaginando que se não as presenteio é porque não gosto delas. Na verdade, presenteio só os meus netos porque me parece inevitável contemplar as expectativas infantis. Mas o que gosto de fazer nesta época é refletir mais demorada e atentamente sobre o Aniversariante e me esforçar acima do habitual para transmitir calor humano aos que convivem ou vivem próximo de mim pelos mais diversos motivos. Natal, para mim, não tem a ver com Papai Noel ou com uma enxurrada de presentes. Natal é um tempo de construir a paz, sustentada pelo exemplo d’Aquele que é chamado o Príncipe da Paz! (cf Is. 9,6).

pensado por Tarciso comente    

tempo eterno

.
fim de um tempo
fim de um ciclo
repetido ano a ano
pensamentos recorrentes
no dobrar de uma esquina
onde a incerteza se revela
e o desconhecido está lá
mostrando a cara
e refazendo as cenas
é o passado no presente
e vamos seguindo avante
desbravando novos tempos
até chegar ao destino
tão temido e desejado
no qual o portal se abra
esvaindo eterno adentro…

pensado por Tarciso (1) Comentário    

menino grande

Ele cresceu mas ainda me lembra o menino adolescente que conheci. Tem um universo interior de uma riqueza invejável e acho que ainda não sabe com toda a clareza a gama multiforme de suas potencialidades. Não acredito no acaso e por isso creio que a amizade que nos une reserva surpresas as mais bonitas. Assim como conheço a sua cara metade, hei de conhecer seus filhos e vê-lo progredir entre sucessos e realizações no âmbito do trabalho, da afetividade familiar e da sua personalidade em franca expansão – mesmo que ele disto não se aperceba tanto. Ah, o nome do menino agora homem, mas que espero conserve sempre alguns traços do menino que um dia conheci… bem, o nome dele é… Maucir!

pensado por Tarciso (1) Comentário    

olhar hipotético

.
teu olhar tem vibrações
difíceis de decifrar
camuflado em sobrancelhas
lá no fundo permanece
feito um lago de mistérios…
sua luz límpida e triste
lampeja por um instante
em meus olhos a mirar
mas só vejo tuas pálpebras
sem hipótese de entrar…

pensado por Tarciso comente    

predador e presa

.
o réptil serpenteia
e espreguiça no asfalto
evoluindo volteia
voraz olhar de rapina
fita a presa que vagueia
e o sangue da jugular
ganha alforria da veia
um caminhão se aproxima
tomando a vida de assalto
o pisa e passa por cima
só mais um drama no asfalto
e buzinando se vai
enquanto o sangue se esvai
sujeitando o predador
à sina de sua presa…

pensado por Tarciso comente    

ressaca eleitoral

Hoje o Brasil inteiro se debruça sobre as urnas para decidir uma direção para seus 4 próximos anos. Eu – voto perdido segundo todos os institutos de pesquisa – já votei e já voltei para casa. Essa campanha não ajudou ao eleitor porque os candidatos preferiram denegrir um ao outro a apresentar as suas propostas. Pelo bem do país, que quem vencer aja com honestidade de princípios e corresponda aos anseios de seus eleitores. E que o cidadão brasileiro possa retomar a rotina de sua vida, sem deixar de ser fiscal dos atos dos seus delegados – em todos os níveis dessa delegação.

pensado por Tarciso comente    

arritmias

.
cárdio compasso arritmado
numa alternância imprevisível
de hora em hora
ou toda hora
ora célere ora lento
sem os unguentos
e acalantos
aquebrantado
alquebrado
pelo menos durante dois momentos
até a página virada…

pensado por Tarciso (5) Comentários