Uma reflexão sobre o Dízimo e o sentido penitencial da Quaresma

 

Sacrificar é tornar algo sagrado, ou seja, santificar alguma coisa oferecendo-a a Deus. Isso se aplica perfeitamente ao Dízimo praticado na Igreja Católica.
Por mais belos que sejam os textos da bíblia que falam do dízimo, um católico não deve buscar o fundamento para o ser dizimista na legislação do Antigo Israel encontrada nos livros do Primeiro Testamento. Com o advento da Nova Aliança selada no sangue de Jesus Cristo, a legislação mosaica, ainda que não seja diretamente revogada, é superada pela Lei do Amor que nos leva à dádiva gratuita, à ação de graças a Deus por tudo o que Ele nos faz a cada momento.
Por que falar em Dízimo se o assunto principal deveria ser a Quaresma e seu sentido de penitência e preparação pascal?
Porque o Dízimo tem uma dimensão sacrifical, na medida em que nos educa a separar uma parte para Deus e, com isso, nos leva ao despojamento e à capacidade da partilha – algo somente possível para quem é liberto da tendência egoística na qual jaz toda a natureza humana.
É claro que encontramos a dimensão sacrifical em muitas outras realidades da Igreja, especialmente no jejum, na oração e na esmola conforme se ouvirá nas leituras e pregações do período quaresmal – mas o verdadeiro sentido do Dízimo só pode ser alcançado quando contempla estas realidades. Disse o Papa Bento XVI em sua mensagem para a Quaresma de 2009: “o verdadeiro jejum é fazer a vontade do Pai”, e – nós refletimos – entregar o Dízimo só tem valor autêntico quando o dizimista o entrega procurando corresponder ao chamado a uma generosa solidariedade cristã. A oração é a forma excelsa de diálogo com Deus e, se o dízimo não for visto em uma dimensão de relacionamento e gratidão a Deus de quem tudo recebemos, será um ato vazio e sem expressão. A esmola é o socorro que se presta ao irmão necessitado e se o dízimo não contemplar a dimensão social – ou seja – se não visar também a caridade fraterna que atende aos irmãos desprovidos de recursos na comunidade então será também um dízimo sem raízes na caridade.
A Quaresma é um período rico de reflexões que devem nos levar a uma consciência de nossos atos para que não sejam meras repetições automáticas sobre as quais, com o passar do tempo, acabamos por esquecer o verdadeiro sentido. Na quaresma refletimos sobre a nossa vida – quem somos e o que fazemos, como nos relacionamos com Deus, com o irmão, com a natureza e conosco mesmos. Podemos incluir o Dízimo em nossa reflexão para que sejamos dizimistas conscientes sobre a nossa corresponsabilidade fraterna na comunidade, na família, na sociedade. Que, pela intercessão dos santos – dignas testemunhas do Ressuscitado, – especialmente durante a Quaresma, saibamos refletir reta e piedosamente sobre os mistérios da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo e mergulhemos cada vez mais no mistério do Amor mais forte do que a morte e que se doa sem cessar, embora tantas vezes não seja amado.


Por favor, para me ajudar a melhorar o conteúdo do site, manifeste seu elogio, sugestão ou crítica sobre este artigo – utilizando o formulário de comentários abaixo. E, ao comentar, informe também o nome de sua paróquia, cidade e estado. Muito obrigado pela colaboração!

  6 comentarios para “Uma reflexão sobre o Dízimo e o sentido penitencial da Quaresma”

  1. Luiz Tarciso

    Gostaria de lhe dar parabéns por seu texto, que alem de catequetico é tambem informativo e bom para reflexão.

    Pois nós catolicos estamos necessitando de textos sobre dizimo para refletir dentro de cada tempo Liturgico.

    Por isso quero pedir seu permissão para usa-lo como mesagens em nossa Comunidade.

    Grata. E que o Senhor Jesus continue te orientando e sustentando nesse seu trabalho de evangelização sobre Dizimo.

    • Prezada Norma
      Agradeço pelas palavras elogiosas a respeito de conteúdo publicado no meu site sobre o Dízimo Católico. Sinta-se autorizada a fazer uso do texto elogiado o qualquer outro publicado no site, desde que citando a fonte. Que Deus abençoe a ti e aos irmãos de tua comunidade paroquial.
      Saudações fraternais.
      Tarciso

  2. Que linda reflexa, acordei ja preocupada com oque preparar para a missa e intençao dos dizi mistas e deparei com estebelo texto Deus seja louvado.obrigada se tiver sugestoes para o dizimo ficarei imensame te grata.

    • Prezada Maria Roseli
      Agradeço suas palavras elogiosas sobre conteúdo publicado em meu site sobre o Dízimo Católico. Que Deus abençoe a ti e a todos os irmãos de tua comunidade.
      Saudações fraternais.
      Tarciso

  3. Que maravilha é esta reflexão. Como me ajudam no meu crescimento.
    Que Deus o abençoe

    • Maria Oneide
      Agradeço o seu comentário elogioso sobre este artigo publicado em meu site sobre o Dízimo Católico. Que Deus abençoe a ti e a todos os irmãos da tua comunidade paroquial.
      Fraternais cumprimentos.
      Tarciso

Deixe uma resposta

(necessario)

(necessario)

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>